Olá a todos os leitores. Sejam bem-vindos ao Alvorada Sonora.

Segundo o dicionário, uma das definições da palavra alvorada é “Crepúsculo matutino” e que, por extensão, também pode significar “Tempo inicial de alguma coisa; início, princípio”.

É com esta concepção que este Blog foi criado: que ele seja o princípio de descobertas musicais para nossos leitores. Nosso objetivo é trazer a música – e, eventualmente, outras formas de artes – de qualidade para que um número cada vez maior de pessoas possam ‘alimentar’ suas almas.

Do Rock ao Metal, do Blues ao Jazz, passando por todas as possibilidades. Aqui não há limites quando o assunto é música. Portanto, boa alvorada para todos!


O Alvorada Sonora é:

  • Daniel Benedetti

Natural de Belo Horizonte/MG. Apaixonado por Rock/Metal, fã de Blues e Jazz, enfim, um apreciador da boa música. Irrecuperável colecionador de CDs.
Criador do site Rock: Álbuns Clássicos em 2011 (e que o manteve por 8 anos) e desde 2019 participa do site Consultoria do Rock.
Entre as bandas preferidas estão Led Zeppelin, Pink Floyd, AC/DC, Iron Maiden, Miles Davis e B.B. King. Está neste espaço com a finalidade de propiciar a um número cada vez maior de pessoas a oportunidade de conhecer boa música e fazer do site um lugar para uma saudável troca de ideias.

  • Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

  • Sílvio Tavares

Completamente apaixonado por cinema (mas sem formação acadêmica) e atento a como a arte em todas as manifestações não é mais que um reflexo de nós e de nosso convívio, ideias, problemas e sonhos e é riquíssima que só...Descobrindo todos os dias que o aprendizado que sempre me interessou não está nas teorias dos estudos avançados das ciências tradicionais.
Não...se encontra na origem da felicidade legítima das crianças a brincar nas ruas de uma favela ou por detrás de uma pessoa que se expressou com um simples “detestei” algo em uma discussão e é recebida com descaso e deboche, mas às vezes só é tímida e tem muito conhecimento escondido a revelar. E que venham todos!